sábado, 1 de setembro de 2012

Que orquídeas devo escolher para meu orquidário

Realmente, é uma questão que sempre merece a atenção de quem deseja cultivar orquídeas. Então, qual a orquídea que ficará bem adaptada no local onde resido? Numa de minhas visitas ao site Orquidófilos.com, encontrei este artigo que justamente aponta quais as orquídeas irão bem no clima de Fortaleza - CE.

Achei interessante repostar porque, quem residir numa localidade com as características ressaltadas no referido post terão uma lista apropriada de quais as orquídeas que deve comprar e cultivar.


"Em  Fortaleza, Ceará. Litoral nordestino. Temperatura mínima de 22º, máxima de 32º. Umidade 79%. Sol o ano inteiro, entremeado por alguns dias chuvosos no primeiro semestre. Brisa constante.
Que espécies de orquídeas podem ser cultivadas em tais condições? Essa pergunta persegue novos e antigos cultivadores, sempre temerosos de que aquela planta tão desejada – e que parece tão bela nas revistas de orquidofilia – jamais venha a florir em nosso cenário tropical.

www.orquidofilos.com organizou uma lista de espécies que, se sabe, florescem nas condições ambientais de Fortaleza e de sua Região Metropolitana. A lista é, reconhecidamente, incompleta, mas não deixa de apontar um rumo. E sempre poderá ser, aos poucos, ampliada e aperfeiçoada.

Comecemos recomendando, de um modo geral: Phalaenopsis, Dendrobium phalaenopsis, Vanda, Renanthera, Oncidium e variadas Cattleya (aclandiae, aurantiaca, chocoensis, granulosa, harrisoniae, lueddemanniana, mesquitae, nobilior, skinneri, trianae, walkeriana e warneri, dentre outras, sendo que, em primeiro lugar, deve aparecer a nossa Cattleya labiata, a “Rainha do Nordeste”).

Vale a pena investir também nos Catasetum, Coelogyne, Encyclia, EpidendrumMaxillaria, flores bem diferentes entre si e cuja escolha dependerá do gosto pessoal de quem cultiva. Algumas Laelia podem entrar na relação, assim como Miltonia e Brassia, desde que a estas últimas seja dado um pouco mais de sombreamento.

Espécies cearenses, por vezes de aparência modesta, sempre têm um lugar em nossos orquidários. É o caso da Dimerandra emarginata, Epidendrum ciliare, Epidendrum secundum, Gongora quinquenervis, Rodriguezia venusta, Prosthechea vespa e Prosthechea fragrans. Florações garantidas todos os anos.

Entre as plantas terrestres, vão muito bem: Arundina bambusifolia (ougraminifolia), Spathoglottis plicata, Spathoglottis unguiculata e Cyrtopodium.

O que evitar: Sophronitis coccinea, Cybidium, Masdevallia, Dendrobium nobile Plantas como estas, que requerem uma estação fria durante o ano, não vão encontrar, no Ceará, condições propícias para florescer.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por deixar seu comentário.

EXPOSIÇÃO DE ORQUÍDEAS EM RECIFE/2017

Foto de Ademir Vicente de Oliveira Vice presidente da Associação Cearense de Orquidófilos. Brassolaeliocattleya em da exposição de Rio...