sexta-feira, 7 de junho de 2013

Exposição “Gravatá, Paixão, Artes e Orquídeas”

destaque-expo-gravata
Foto Papilioanthe penduculataalba-orchids.jp
alt
Orquídeas Denphal
Dentro da programação da Semana Santa, em Gravatá,  o Pólo Avenida das Artes em Gravatá, localizado no Pátio de Eventos, 
congrega várias exposições, entre elas: o Primeiro Festival de Orquídeas de Gravatá.

Os aficcionados e colecionadores de orquídeas, e aquelas pessoas leigas que desejam conhecer mais sobre esta espécie rara de planta, puderam apreciar mais 3 mil variedades de orquídeas importadas, de excelente qualidade genética, que foram expostas, e comercializadas pelo empresário - orquidófilo Eude Jonhson, e supervisionadas pelo orquidófilo e fundador da ORQUIS -  Centro de Orquídeas de Pernambuco, Odilon Cunha.

Entre as espécies raras da exposição, a Papiloanthes penduculata “Orchid Island” (conhecida orquídea da ilha) que está em sua primeira floração no Brasil  e  é apenas encontrada no Vietnã, Camboja e Nova – Zelândia. “Nosso maior intuito é divulgar o cultivo da planta e procurar novos adeptos e colecionadores, em Gravatá, que  é excelente  para o cultivo e plantio de orquídea com a variação do clima ameno, enfatizou Odilon.

A exposição “Gravatá, Paixão, Artes e Orquídeas”, teve como foco central a Cattleya labiata e suas variedades morfocromáticas e será voltada para o público em geral devido a beleza das orquídeas e obras artísticas, bem como para um grupo especifico de orquidófilos, sendo uma oportunidade única que os colecionadores terão para ver de perto tais raridades.

Foram apresentadas cerca de 50 espécies de plantas, entre elas, espécies exóticas e raras e a famosa Cattleya labiata var. vinicolor, donde sabemos da existência de apenas 05 (cinco) exemplares. Todas no acervo do orquidófilo Odilon Cunha / ORQUIS.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por deixar seu comentário.