quinta-feira, 30 de maio de 2013

AS STENOGLOTTIS (mais uma linda terrestre, também epífita e litófita)

Stenoglottis woodii
Stenoglottis woodiihttp://www.sborchid.com/plantdisplay.php?ocode=STNG00020
Stenoglottis fimbriata
Stenoglottis fimbriatahttp://www.sborchid.com/plantdisplay.php?ocode=SNGL00005
Orchidaceae Stenoglottis longifolia
http://www.plantsystematics.org/imgs/dws/r/Orchidaceae_Stenoglottis_longifolia_25890.html

Stenoglottis Venus 'Jamboree', HCC/AOS

Stenoglottis Venus 'Jamboree', HCC/AOShttp://www.sborchid.com/plantdisplay.php?ocode=CBO1884

Stenoglottis Bill Fogarty

Stenoglottis Bill Fogartyhttp://www.sborchid.com/plantdisplay.php?ocode=CBO1816
http://www.aorquidea.com.br/forum/viewtopic.php?t=9196&sid=fb9ff65be18a061d27ea6d63413599ca
Stenoglotes longifolia

File:Stenoglottis longifolia OrchidsBln0906b.JPG

Autor da foto: User:BotBln
http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Stenoglottis_longifolia_OrchidsBln0906b.JPG

Foto da planta

http://www.colibriorquideas.com/especies/Stenoglottislongifolia.php


Nome correntemente utilizado: Stenoglottis longifolia.
Sinônimos: não tem.
Origem: África do Sul.
Habitat: terrestre, ocasionalmente epífita ou rupícola, em florestas úmidas e sombrias.
Altitude: 250 a 1.200 metros.


Stenoglottis Lindl.

Este gênero foi descrito por John Lindley, em 1837, com base em Stenoglottis fimbriata.
O nome refere-se ao labelo estreito da maioria das espécies do gênero Stenoglottis é um pequeno gênero distribuído a partir do Cabo Oriental até a Tanzânia. 

Todas as quatro espécies estão representadas na África do Sul As plantas crescem individualmente ou em grupos no chão da floresta, tanto a alta altitude como em florestas costeiras, são bastante comuns em algumas localidades. Elas crescem como terrestres, ripícolas (em camadas de musgo) ou raramente epífitas. A floração ocorre no outono e se estende por um longo tempo no inverno.

As plantas têm vários tubérculos cilíndrico e rosetas basais de folhas lanceoladas (em forma de lança), as folhas são geralmente onduladas em suas margens e com muitas pintas roxas perto do centro da roseta. As flores ressupinadas são médias e variam do branco para a cor rosa Seu labelo e a parte mais proeminente, que é profundamente trilobado ou multilobado (5 lóbulos). As quatro espécies reconhecidas atualmente são muito variáveis, em sua maioria, será importante um estudo aprofundado do gênero para reclassificar as espécies.  

Cultivo 
Em cultivo, Stenoglottis fimbriata e S. longifolia são provavelmente as mais fáceis de cuidar. As plantas não são fáceis de obter aqui no Brasil. 
Elas aceitam muito bem serem cultivadas em vasos, de uns, 20 cm de profundidade (pois seus tubérculos têm por volta de 10 cm) em um meio bem drenado, composto por 50% areia de rio, 40% de folhas e palha e 10% de terra vegetal. As plantas são mais bem cultivadas em ambiente de clima temperado, com 50-70% de sombreamento e ventilação excelente. 

Durante a estação de crescimento a planta deve ser molhada regularmente, esta faze acontece durante a primavera e o verão. Com a chegada do outono deve se reduzir as regas (também é a faze que a planta entra em dormência, perdendo suas folhas). Durante os meses frios do inverno não se deve regá-la, só dar umas poucas borrifadas. Apenas regue quando os brotos emergem no final do inverno, e conforme os brotos se desenvolvem deve-se aumentar a freqüência das regas.

Um fertilizante balanceado deve ser aplicado durante o crescimento.
A planta geralmente não é acometida de muitas pragas, mas ela pode ser atacada por pulgões.



2 comentários:

  1. Josélia um shlow.
    Obrigada por compartilhar.
    abraços

    ResponderExcluir
  2. Olá Bete, nos momentos que faço estas postagens, sou muito feliz por estar apreciando tanta beleza. Sou a principal beneficiada pela contemplação das fotos dessas queridas. Obrigada pelo carinho. Abraço.

    ResponderExcluir

Obrigada por deixar seu comentário.